TERRA NATIVA FM, 91,1

INTERNET VIA FIBRA ÓPTICA, TEM NOME.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

JUSTIÇA DETERMINA NOVO BLOQUEIO DO WHATSAPP NO BRASIL



O WhatsApp foi bloqueado novamente no Brasil. Isso porque a Justiça determinou que as operadoras de telefonia fixa e móvel bloqueiem o serviço de mensagens em todo o país por 72 horas. A medida passou a valer a partir das 14h desta segunda-feira, 2.
Com isso, as cinco operadoras do Brasil – Tim, Oi, Vivo, Claro e Nextel – são obrigadas a cumprirem a determinação judicial. Se não fizerem isso, estarão sujeitas a multa diária de R$ 500 mil.

A decisão foi tomada no último dia 26 pelo juiz Marcel Montalvão, da cidade de Lagarto (SE), o mesmo que solicitou a prisão de Diego Dzodan, vice-presidente do Facebook na América Latina, no início de março.  Até o momento não se sabe o motivo do novo bloqueio, uma vez que o processo corre em segredo de justiça.

Essa não é a primeira vez que o aplicativo é bloqueado no Brasil. Em dezembro, o WhatsApp já havia sido bloqueado durante 48 horas mediante uma investigação criminal. A determinação, no entanto, não durou o prazo previsto.

Na época, o app havia sido bloqueado por conta de uma represália da Justiça contra o WhatsApp pela recusa da empresa em fornecer informações sigilosas de suspeitos de uma investigação policial.

Vale lembrar que, conforme o Olhar Digital noticiou em março, o delegado Fabiano Barbeiro, o mesmo que havia solicitado o bloqueio do WhatsApp no
Brasil no final do ano passado, disse em entrevista à Rádio Câmara que poderia pedir novamente a suspensão do serviço do aplicativo. O motivo, neste caso, seria a falta de cooperação do aplicativo numa investigação que envolve o PCC, Primeiro Comando da Capital.
 
Até o momento o Facebook, empresa que comanda a operação do WhatsApp, e as operadoras de telefonia ainda não se pronunciaram sobre o assunto.

ENTENDA POR QUE O WHATSAPP VOLTARÁ A SER BLOQUEADO

Por conta de uma decisão judicial do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ-SE), o WhatsApp voltará a ser bloqueado no Brasil hoje a partir das 14h. O bloqueio deve durar 72 horas a não ser que outra decisão judicial determine seu fim, como aconteceu da última vez.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Sergipe, o bloqueio faz parte do mesmo processo que levou à prisão de Diego Dzodan, vice-presidente do Facebook na América Latina, em março de 2016. Dzodan passou apenas uma noite na prisão e, em seguida, recebeu um habeas corpus e foi solto.

O processo exige que o WhatsApp divulgue dados sigilosos de conversas pelo aplicativo que poderiam auxiliar na investigação sobre um esquema internacional de tráfico de drogas. A empresa disse ao Olhar Digital, no entanto, que não é capaz de atender às solicitações da justiça brasileira, já que ela não armazena dados em seus servidores.
Recentemente, o WhatsApp passou a incorporar criptografia ponta-a-ponta em todas as conversas. Caso descumpram a decisão e não bloqueiem o funcionamento do aplicativo, as operadoras de telecomunicações estarão sujeitas a multa de R$ 500 mil por dia de descumprimento da decisão judicial.

VEJA COMO DRIBLAR O BLOQUEIO DO WHATSAPP NO BRASIL

O WhatsApp está novamente bloqueado no Brasil, desta vez por 72 horas, conforme medida judicial orquestrada pelo juiz Marcel Montalvão, da cidade de Lagarto (SE), o mesmo que solicitou a prisão de Diego Dzodan, vice-presidente do Facebook na América Latina, no início de março.

No entanto, isso não significa que você não possa usá-lo. Há, sim, formas de driblar o bloqueio no país. A principal delas é a VPN (sigla para “rede virtual privada”), que mascara a origem do seu acesso. Assim, seu tráfego é redirecionado para fora do país, onde não há qualquer tipo de bloqueio.

Vale observar, no entanto, que não são todas as VPNs que são seguras, e elas abrem espaço para interceptação das suas informações enquanto elas trafegam online. É bom ter ciência disso antes de se conectar a qualquer serviço do tipo, para evitar fazer transações bancárias, inserir números de cartão de crédito, transferir fotos ou qualquer outra informação comprometedora.

Além disso, não adianta você fazer este processo e os seus contatos não. Se a pessoa ainda estiver no Brasil e não estiver em uma VPN, ela não receberá suas mensagens.

Assim, se você ainda quiser driblar o bloqueio, existem inúmeros aplicativos para isso, mas a nossa sugestão é o aplicativo BetterNet, disponível tanto para Android quanto iOS. Ele é gratuito e vai mascarar o seu acesso para outro país, permitindo que você envie e receba mensagens. Existem outras alternativas também, como o Freedome, para Android e iOS, o VPN in Touch, disponível para AndroidiOS e Windows Phone, o VPN One Click, disponível para AndroidiOS e Windows Phone e SuperVPN Free VPN Client, disponível para Android.

As instruções abaixo são para o BetterNet, mas o processo é bastante similar em todos os outros aplicativos.

Como usar o BetterNet no Android:
2º) Depois de instalado, execute o app e pule as telas de introdução
3º) Pressione o botão Connect
 
4º) O Android deve exibir uma janela de segurança para confirmação. Pressione OK para Confirmar


5º) Quando você estiver conectado, um ícone de chave deve aparecer perto do relógio do Android

6º) Aí é só usar o WhatsApp. Quando você quiser desconectar, basta abrir novamente o app e pressionar Disconnect.

E no iOS (nós testamos o app em um iPad, mas funciona em iPhones também):
2º) Depois de instalado, execute o app e pule as telas de introdução
3º) Clique em Install Profile. Uma janela de confirmação deve aparecer. Aperte Allow para confirmar

4º) Digite sua senha de desbloqueio para permitiria
5º) Aperte Connect para se conectar e aguarde a confirmação de conexão. Quando estiver conectado, um ícone com as letras “VPN” aparecerão no topo do iOS.

6º) Você já pode usar o WhatsApp. Para desconectar, retorne ao app e aperte Disconnect.

Fonte: Portal Olhar Digital – Textos: (Fonte 1) (Fonte2) (Fonte3)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COTAÇÕES

Projeção da população do Brasil

Projeção da população do Paraná