TERRA NATIVA FM, 91,1

INTERNET VIA FIBRA ÓPTICA, TEM NOME.

terça-feira, 29 de março de 2016

HOMEM É PRESO POR DESACATO E AGRESSÃO CONTRA POLICIAIS EM JURANDA
















Na noite da última segunda-feira dia 28, sendo por volta das 23h:00, a equipe do Destacamento da Polícia Militar da cidade de Juranda se encontrava em patrulhamento de rotina por ruas e avenidas da cidade.

Momento que ao passar pela Rua Chavantes nas proximidades da Rua Guaraguaçu, a equipe passou próximo ao grupo aglomerado de pessoas momento em que ouviu alguém desferir uma frase de Ofensa "Porque não volta aqui seu cuzão" de início à equipe escutou, mas não entendeu o motivo de tal insulto.


Neste momento os policiais desembarcaram da viatura dando voz de abordagem a aproximadamente 5 indivíduos que ali estavam, sendo dois identificado como L.R.N. e J.R.G., momento em que todos os indivíduos começaram a ofender a equipe policial não respeitando a ordem verbal de abordagens direcionada a eles.

A equipe policial novamente proferiu voz de abordagem a todos os indivíduos sendo que continuaram não obedecendo e foram todos para dentro da residência em que estavam.  No local vários parentes dos mesmos que foram se aglomerando ali impedindo a entrada da equipe policial para averiguar e fazer uma busca pessoal nos indivíduos.

Sendo que a pessoa de L.R.N. e J.R.G., não pararam de ofender a equipe policial e diziam as seguintes palavras: "Vão tomar no seu cú seus filha da puta, tira essa farda e vem me pegar", neste momento foi dado voz de prisão por desacato e desobediência e de imediato L.R.N. e J.R.G., não obedeceram novamente a ordem policial já tomando o rumo aos fundos da residência e assim ainda proferiram tais palavras "Vou matar vocês seus policiais filhas da puta".

Diante de tais ameaças a equipe proferiu voz de prisão aos mesmos e tentou adentrar a residência, porém foi impedida pelos familiares e amigos que ali estavam, sendo cerca de 10 pessoas, L.R.N. e J.R.G., correram pelos fundos da residência tomando o sentido desconhecido.

Assim a equipe percebeu que os mesmo já havia se evadido do local começaram as buscas no intuito de localizar os mesmos nas ruas da cidade, foi quando populares indicaram a equipe policial a direção na qual eles haviam fugido.

Os mesmo foram localizados pela equipe policial na Rua Guaraguaçu, no momento que a equipe avistou L.R.N., em frente a sua residência e ainda percebeu que o mesmo estava com um algo em sua cintura, novamente foi dado voz de abordagem e o mesmo novamente não obedeceu à ordem da Polícia Militar.

Sendo que L.R.N. correu e adentrou a sua residência, neste momento a equipe policial adentrou a residência para realizar a prisão do mesmo e foi recebido pelo mesmo com socos o qual agrediu um dos soldados que adentrou o local, sendo que a equipe policial usou todos os meios legais e de uso progressivo de força para contê-lo e ainda não foi possível sendo que o meliante usou de arranhões para afastar equipe.

Quando os policiais conseguiram segurar o braço de L.R.N., o mesmo novamente arranhou o pescoço da autoridade policial, momento que o outro soldado segurou o outro braço de L. que ainda resistia à prisão e correu para o outro quarto da residência e se jogou no chão escondendo os braços da equipe.

Os policiais se utilizaram dos meios de imobilização conforme o uso progressivo da força, L.R.N., momento em que foi seguro suas pernas e braços e utilizado as algemas conforme súmula vinculante 11 para resguardar a segurança da equipe policial e do mesmo, que recebeu voz de prisão.

Foram realizadas rondas no intuito de localizar a pessoa de J.R.G., porém os policiais não obtiveram êxito nas buscas, na sequência L.R.N., foi encaminhado até a 2º Companhia da Polícia Militar de Ubiratã, onde foi confeccionado o boletim de ocorrência e posteriormente foi encaminhado até a Santa Casa de Ubiratã para confecção do laudo de lesão corporal sofridas, este sendo o autor contra a equipe policial e até mesmo realizada no autor para comprovar a sua integridade física logo após foi encaminhado até a 50ª Delegacia de Polícia Civil de Ubiratã para os procedimentos da polícia judiciária.

Fonte: Boletim Policial

2 comentários:

  1. mas entre esses indivíduos tinha crianças,idosos,gestantes e eles tb n forao respeitados pelo contrario o individuo j.r.g foi defende sua mãe q foi ofendida sendo chamada de "vagabunda" e ainda envadirao sua casa e a gestante passou mal e deram 2 tiros com crianças no local e dai como q fica isso ?

    ResponderExcluir
  2. estes policiais erraram mesmo em prender estes anjos dentro da igreja

    ResponderExcluir

COTAÇÕES

Projeção da população do Brasil

Projeção da população do Paraná