TERRA NATIVA FM, 91,1

INTERNET VIA FIBRA ÓPTICA, TEM NOME.

segunda-feira, 7 de março de 2016

EMPRESÁRIA É PRESA APÓS PLANEJAR FALSO SEQUESTRO EM JURANDA

juranda..

Segundo as primeiras informações sobre o falso sequestro da empresária do Município de Juranda, identificada como sendo Ivone Lopes Damasceno, que atua no ramo de confecções, dão conta de que na tarde da última sexta-feira, dia 04, a Equipe da Policia Civil, da 16º SDP de Campo Mourão, foi procurada em sua sede, por uma pessoa moradora de Campo Mourão, que se apresentou como amigo da suposta sequestrada, Senhora Ivone Lopes Damasceno, sendo que esta pessoa relatou a Polícia Civil o suposto sequestro do qual a empresária era vítima.

Inicialmente as Equipes da Polícia Civil de Campo Mourão realizaram diversos contatos telefônicos, sendo que supostamente os sequestradores estavam pedindo dinheiro inicialmente 10 mil logo após 20 mil e na sequência 30 mil reais, para assim libertar a vítima.

adfbd732e416d2a2093827d354a29d6f-landscape 

A Polícia Civil tomou as devidas providências e entrando em contato com o Doutor Luiz Cláudio Delegado da Polícia Civil da cidade de Ubiratã, a qual é responsável pelo Município de Juranda, sendo que a equipe da Polícia se deslocou à cidade de Juranda onde começou a realizar investigações.

Primeiramente foi localizado o veículo da senhora Ivone Lopes Damasceno recuperado na cidade de Campo Mourão na noite da última sexta-feira.

Sendo que as investigações deram conta que haveria um suposto falso sequestro realizado pela suposta vítima.

Ao aprofundar as investigações, foi realizado um rastreamento, sendo que as Equipes Policiais, lograram êxito em localizar a Senhora Ivone, e foi ali comprovado que a mesma nunca havia sido sequestrada, tudo não passou de um golpe que estava sendo aplicado pela suposta vítima e alguns familiares.

12806038_767752873368386_6697210969401651005_n

A Polícia acabou então realizando a prisão da senhora Ivone Lopes Damasceno, sua filha Joselaine Damasceno, sua irmã Janete Lopes e um homem identificado inicialmente como Jurandir da cidade de Campo Mourão, ambos estavam envolvidos no falso sequestro.

Os detidos acima citados irão responder por Associação Criminosa, Extorsão e Falsa Comunicação de Crime, sendo que Ivone foi supostamente uma vítima de um sequestro que não existiu.

O trabalho foi iniciado pela 16º SDP de Campo Mourão e na sequência repassado ao Doutor Luiz Cláudio, Delegado de Polícia Civil da Comarca de Ubiratã.

Todos os acusados permanecem detidos a disposição da Justiça na Delegacia de Ubiratã.


FONTE: Cidade Destaque. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

COTAÇÕES

Projeção da população do Brasil

Projeção da população do Paraná