TERRA NATIVA FM, 91,1

INTERNET VIA FIBRA ÓPTICA, TEM NOME.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

ESCOLAS ESTADUAIS ELEGEM SEUS DIRETORES NESTA QUINTA (03)


As 2,1 mil escolas estaduais de todo o Paraná irão escolher nesta quinta-feira (3), de forma democrática, os seus diretores para os próximos quatro anos.

A eleição, que contará com a participação da comunidade escolar, será direta e o voto não mais paritário, mas universal, com o mesmo peso para professores, funcionários, estudantes com mais de 16 anos e pais de alunos que ainda não têm idade para votar. O processo é coordenado pela Secretaria de Estado da Educação.

“É um momento muito importante na vida de toda a comunidade escolar”, afirmou a secretária da Educação, professora Ana Seres. “Nossos diretores têm um papel essencial no processo de gestão, que reflete na qualidade da educação que ofertamos em nossas escolas. E nada mais justo que garantir a toda comunidade escolar a participação democrática na indicação do diretor.”

Puderam se inscrever servidores que pertençam ao Quadro Próprio do Magistério, ao Quadro Único de Pessoal, ao Quadro de Funcionários da Educação Básica ou ao Quadro Próprio do Poder Executivo.

O mandato é de quatro anos e o diretor terá o trabalho avaliado pela comunidade, com metas para cumprir. Após dois anos, o Conselho Escolar, formado por alunos, pais, professores e funcionários, fará uma avaliação do cumprimento das metas e da prestação de contas.

EXCEÇÃO - A consulta para diretor tem uma exceção, a comunidade escolar do Colégio Estadual Marechal Rondon, Oeste do Paraná, que será realizada no dia 18 de dezembro, uma sexta-feira. A mudança foi necessária devido ao tornado que atingiu o município este mês, o que exigiu alteração no cronograma da eleição.

REQUISITOS - Para se candidatar, foi preciso ter curso superior com licenciatura e compor o quadro da escola desde o início do ano letivo da consulta. O candidato também teve que apresentar um plano de ação compatível com o projeto político pedagógico da escola e com as políticas educacionais da Secretaria de Estado da Educação, previstas no programa META – Minha Escola Tem Ação. Os atuais diretores também puderam ser candidatos à reeleição.

Outro requisito necessário é que os candidatos participem de curso de gestão escolar específico em formação continuada, oferecido pela Secretaria de Estado da Educação, ou em parceria com outras instituições formadoras, ou ainda do Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE), na linha de estudo de Gestão Escolar, ou de Curso de Pós-Graduação, lato ou strictu sensu, com ênfase em gestão escolar, comprovado mediante diploma reconhecido pelo Ministério da Educação.

HISTÓRICO - Em novembro de 2014, a Assembleia Legislativa aprovou proposta do Governo do Estado para prorrogar a eleição de diretores para 2015. Na época, a decisão de alteração da lei atendia a uma solicitação dos próprios professores, que tiveram em 2014 um ano letivo comprometido por vários eventos - Copa do Mundo, paralisação de professores e enchentes em algumas regiões do Paraná. O calendário escolar ficou bastante prejudicado. Os diretores tinham receio de que, naquele momento, o processo de escolha prejudicasse o andamento dos trabalhos pedagógicos.

No projeto de lei enviado em 2015 à Assembleia Legislativa foram propostas mudanças importantes, como a do voto universal e a exigência de que o candidato a diretor apresente um Plano de Ação, a ser avaliado pela comunidade escolar no transcorrer da gestão. O projeto de lei foi aprovado pelos deputados estaduais e a lei foi sancionada no dia 13 de outubro de 2015. 








Fonte: Assessoria de Comunicação/Seed – Postado por: Marcos Camargo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COTAÇÕES

Projeção da população do Brasil

Projeção da população do Paraná