TERRA NATIVA FM, 91,1

INTERNET VIA FIBRA ÓPTICA, TEM NOME.

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Afogamento em água doce X Afogamento em água salgada

Daniel Queiroz/ND

Primeiros-socorros-afogamento
O afogamento é a segunda causa de morte na faixa de 1 a 25 anos e consiste na aspiração de líquido não corporal causada por submersão ou imersão.
O que muitas pessoas não sabem é que existem diferenças entre o afogamento em água doce e salgada e o socorro que se deve prestar é totalmente diferente.

Afogamento em água doce:
O ar(oxigênio que respiramos) passa pela traquéia,pelos brônquios e bronquíolos depois vai para os alvéolos pulmonares.
O que acontece quando a pessoa se afoga em água doce é que os alvéolos perdem água para os vasos, por osmose, e ficam vazios. A água dos vasos atinge os leucócitos(respossável pela imunidade), as hemácias são destruídas e as plaquetas (que fazem a coagulação) se rompem.
O indivíduo que sofre esse tipo de afogamento terá: deficiência imunológica, hemorragia e anemia.O excesso de volume de água nos vasos atinge o coração, aumentando de tamanho,se uma pessoa que está tentando salvar a vítima de afogamento decidir fazer uma massagem cardíaca, o coração poderá se romper por excesso de pressão exercida tanto pela pessoa que está fazendo massagem quanto pela água.Não se deve massagear o coração.
Deve-se levar o paciente à um hospital, se for muito longe uma medida extrema de salvamento é fazer um corte na veia do pescoço(ela estará dilatada por causa da água) e deixar que o sangue saia,para que a pessoa perca líquido e não morra.

Afogamento em água salgada
Na água salgada acontece o inverso da água doce, a água passa dos vasos para os alvéolos por osmose, as hemácias, leucócitos e plaquetas murcham e o coração diminue. A pessoa que se afoga perde água o tempo todo pelo nariz, boca e ouvido.
Não é recomendável fazer massagem cardíaca nem respiração boca a boca, deve levar a vítima imediatamente ao hospital.Onde o médico aplicará diretamente nos alvéolos, com o uso de uma seringa, uma solução hipertônica.

Como Tratar queimaduras de Água Viva
A água-viva, nome comum das espécies de medusa, é um ser marinho de corpo mole, gelatinoso e transparente. No contato com a água-viva, a pele humana pode sofrer queimaduras seguidas de grande dor, porque essa espécie marinha possui um mecanismo de defesa com células urticantes.
Elas possuem tentáculos armados de cápsulas com ferrão que são descarregados quando ocorre o contato. Outros seres do mar que podem atacar a pele humana são os corais, as anêmonas-do-mar e as caravelas.
Sintomas
* Bolhas.
* Coceira.
* Dores fortes.
* Vômito.
* Transpiração.
* Estado de choque.
* Dificuldade respiratória.
* Convulsão.

O que fazer?
* Se uma água-viva entrar em contato com a sua pele, saia da água imediatamente.
* Jogue vinagre em abundância no local da picada para desativar as cápsulas com ferrão.
* Arranque os fragmentos da água-viva que ficarem na pele.
* Não esfregue nenhum creme ou pomada no local da queimadura.
* Se não houver vinagre disponível, siga o mais rápido possível para o pronto-socorro mais próximo para que o
* tratamento correto possa ser providenciado.
* Se você vir uma pessoa sendo atacada por uma água-viva e entrando em convulsão ou em estado de choque, retire-a da água, coloque-a na posição de recuperação peça a alguém para chamar uma ambulância
* ou leve-a para o hospital mais próximo imediatamente

Imagens: Internet - Postado por: Marcos Camargo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COTAÇÕES

Projeção da população do Brasil

Projeção da população do Paraná